[Região] Avkhass

Projeto coletivo de criação de um cenário oriental para o sistema d20, bem como criação e alteração de regras para o mesmo.

Moderadores: Madrüga, Youkai X, Léderon, Moderadores

[Região] Avkhass

Mensagempor Madrüga em 24 Ago 2007, 11:36

Avkhass

Ao extremo sudeste de Tervat jaz a densa floresta de Avkhass. Não há trilhas ou estradas correndo através da floresta, nem rastros de civilização por perto de suas fronteiras verdejantes; a razão é simples: aquele amontoado de árvores é habitado por horrores desconhecidos, animais medonhos e tribos inteligentes que simplesmente apavoram os habitantes de Tervat e nações próximas. É claro que isso vai de encontro ao racionalismo dos reinos próximos, que – mais de uma vez – tentaram derrubar parte da floresta ou passar através dela, sem sucesso.

A floresta toma uma imensa parte do sudeste do continente, chegando às falésias próximas ao mar ao sul; da cordilheira de Gatsekares, ao norte, é possível ver de cima toda a formação de Avkhass, estendendo-se em direção ao sul. Árvores altíssimas e densas formam uma cobertura vegetal fechada, que, do chão, unem-se a árvores menores e à folhagem de galhos mais baixos, tornando a visibilidade quase nula. Mesmo com o sol a pino, é difícil enxergar dentro da floresta – raios esparsos de sol mal chegam ao solo. À noite, mesmo com a luz da lua e das estrelas, é impossível enxergar qualquer coisa em Avkhass – mesmo com a ajuda de tochas e fogueiras, a escuridão, quase tangível, parece abraçar os viajantes e expô-los aos perigos que ali aguardam.

A vegetação da floresta é difícil de se definir; parece um misto de floresta temperada com tropical: frondosas árvores coníferas se juntam a samambaias e densos arbustos, pinheiros lutam entre grossas árvores cheias de cipós, árvores se aglomeram entre troncos retorcidos, orquídeas e bromélias. Viajantes afundam até as canelas em folhas e frutos caídos, raízes e galhos e cadáveres de pequenos animais – eventualmente grandes animais –, vítimas da agressiva vida selvagem. Pequenos rios serpenteiam por entre a folhagem, uns fluindo tranqüilamente, outros correndo tempestuosamente, carregando pela floresta um vento úmido e o cheiro de natureza.

Viajantes que sobrevivem à floresta relatam miríades de animais; macacos de diversas espécies saltitam por entre as árvores, em grandes grupos. Alguns cachorros-do-mato caçam em matilhas, e há diversas espécies de pássaros. Algumas espécies de panteras vivem solitárias por entre as árvores, caçando pequenos mamíferos, e alguns roedores habitam as árvores. Nos rios, peixes de diversas espécies dividem seu espaço aquático com enguias e pequenos crustáceos. E, em alguns lugares, contudo, podem-se encontrar formas de vida mais inteligentes...

População


A floresta é vastamente populada por quatro grupos principais (meio-kaamur são relativamente raros e, na verdade, fogem da floresta assim que podem):

● Os privodnaha são maioria na superfície, e dominam quase toda a extensão terrestre de Avkhass, com exceção das terras dos kaamur e adjacências. Além disso, eles costumam evitar as áreas mais a leste e sudeste, pela proximidade dos cinocéfalos, as margens do rio Kamientis e toda a barulhenta margem, e as áreas mais conhecidas de saída dos fnugsata. Eles são uma raça de humanóides com características de vegetais, com grande senso de preservação e desdém pela raça humana.

● Os fnugsata são habitantes dos subterrâneos da floresta, avessos à luz do sol e ao contato com forasteiros. Eles sobrevivem graças aos recursos extensos da terra de Avkhass e também por seu adaptativo organismo fúngico. Eles dominam os subterrâneos, com a exceção das áreas que recentemente desabaram e foram lentamente tomadas por água e estranhas criaturas. Além disso, a área sob o rio Kamientis é largamente evitada, por seu risco de desabamentos e pelo barulho infernal que se desprende do solo. Os fnugsata agora tentam expandir seus territórios para além de Avkhass, em direção às montanhas de Gatsekares.

● Os drefsa são não exatamente uma raça, mas um povo humano que se esconde na floresta desde tempos remotos; calcula-se que eles tenham migrado do extremo sul das Terras Sagradas, provavelmente fugindo da opressão de algum outro povo (as lendas drefsa são repletas de histórias sobre liberdade e superação). Depois de se estabelecer na floresta de Avkhass, os drefsa nunca mais saíram; eles não mantém relações com quaisquer outros povos fora da grande floresta, mas simplesmente porque obtêm tudo de que precisam internamente. Ocasionalmente, alguns grupos deixam a floresta para explorar o mundo; embora isso freqüentemente tenha resultados ruins no ocidente, os drefsa já travaram contato com algumas outras civilizações, e sua curiosidade começa a dar resultados. Em paz com os outros povos (exceto pelos kaamur), os drefsa há séculos tentam estabelecer a paz entre fnugsata e privodnaha, com tímidos sucessos; quando esses dois povos têm uma disputa, geralmente os drefsa servem de juízes.

● Os kaamur são criaturas bestiais que vivem entre Avkhass e o mundo exterior. Outrora mais numerosos, foram encurralados em um território relativamente pequeno em Avkhass, e séculos de guerras e estranhamentos com outras raças tornaram os kaamur empedernidos e desconfiados. Sua falta de adaptabilidade e criatividade está lentamento os extinguindo, junto das baixas que sofrem pelos conflitos com humanos e os povos de Avkhass. Caçadores por natureza, são oponentes bastante perigosos, e vivem em uma trégua não declarada com os privodnaha, embora continuem a caçar os drefsa e saquear comunidades humanas. Especialmente repudiados pela raça humana, os kaamur vivem em maiores conflitos com ela.

● Os meio-kaamur são híbridos estéreis de kaamur e humanos, e vivem à margem das outras raças. Rejeitados por onde passam, a esmagadora maioria prefere evitar Avkhass e procura abrigo nas comunidades vizinhas. Nova Meshvanikrasta é um lugar especialmente receptivo a esses desgarrados (afinal, os meio-kaamur são pouco estranhos frente ao conjunto da cidade).

A floresta de Avkhass estende seus longos braços por quase todo o centro do continente, parando apenas frente ao mar ao sul e perto da cordilheira de Gatsekares e da nascente do Kamientis. Suas fronteiras a oeste beiram os reinos sulistas fiéis a Tervat, e suas fronteiras a leste beiram as planícies perto de Tebshad. Durante séculos, os esforços militares dos privodnaha mantiveram a floresta intacta e crescendo lentamente, resistindo mesmo à ostensiva ocupação humana e à destruição engendrada pela chegada do progresso.

A dificuldade em se atacar e destruir a floresta, aliada ao desperdício de recursos e à preocupação com a liga de povos do norte faz com que Tervat pouco se preocupe em prejudicar Avkhass. Aproveitando-se disso, kaamur barbarizam as comunidades ao norte do continente, enquanto espiões e batedores privodnaha executam missões de assassinato e sabotagem contra qualquer nação que ameace a soberania da floresta. Algumas raras alianças com facções de fnugsata também permitiram avanços (como o enfraquecimento da nação de Naotsof, ao sul, que baixou suas defesas e permitiu uma invasão posterior por nações amigas de Tervat), principalmente invasões subterrâneas e missões terroristas.

Contudo, a engenhosidade dos cinocéfalos mostrou-se superior a qualquer poderio militar quando o alquimista suf-Neshakh provou, ao incendiar uma pequena área a leste de Avkhass, que os habitantes da grande floresta deveriam, pela primeira vez, procurar relações amistosas com os povos que a rodeiam. A floresta sempre foi extremamente feraz e resistente a incêndios, tanto naturais quanto artificiais; uma substância pastosa desenvolvida por suf-Neshakh fez queimar algumas árvores com tamanha rapidez que os anciões privodnaha resolveram cessar hostilidades e iniciar difíceis relações com Tebshad. Os cinocéfalos, interessados nos benefícios dessas relações, investiram em aprender a língua e os costumes dos privodnaha, e foram os primeiros forasteiros de que se tem notícia a entrar em Avkhass com a permissão dos povos de lá.
Cigano, a palavra é FLUFF. FLUFF. Repita comigo. FLUFF

Imagem
Avatar do usuário
Madrüga
Coordenador do Sistema E8 e Cenário Terras Sagradas
 
Mensagens: 10153
Registrado em: 23 Ago 2007, 12:30
Localização: São Caetano do Sul, SP

[Região] Avkhass

Mensagempor gollaxed em 25 Fev 2008, 16:33

Li sobre Avkhass só agora e gostei bastante. Só me perdi um pouco nos 5 grupos que abitam a floresta.

Uma floresta cheia de intrigas, isso é ótimo para uma boa aventura.
Avatar do usuário
gollaxed
 
Mensagens: 2
Registrado em: 09 Set 2007, 20:28

[Região] Avkhass

Mensagempor Youkai X em 25 Fev 2008, 19:22

Gollaxed, a quanto tempo, cara! Você sumiu por um longo tempo e aqui está você, camagada XD
Avatar do usuário
Youkai X
 
Mensagens: 4506
Registrado em: 29 Ago 2007, 16:26
Localização: Manaus, no não-mundo

[Região] Avkhass

Mensagempor gollaxed em 01 Mar 2008, 18:19

Oh yeah, to voltando aos poucos, já dei uma lida em grande parte dos tópicos e to gostando do que to vendo!!
Avatar do usuário
gollaxed
 
Mensagens: 2
Registrado em: 09 Set 2007, 20:28


Voltar para Terras Sagradas

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes

cron